World Ducati Week chegou ao fim

Fonte:https://media.ducati.com

80.000 presenças ao longo dos três dias com participantes de 84 países e mais de 6 milhões de impressões nas redes sociais, para um evento que envolveu fãs de todo o mundo.

Advertisements

A décima primeira edição da World Ducati Week, que regressou após quatro anos de ausência para reunir os Ducatisti e fãs do mundo das duas rodas para três dias de paixão, diversão e experiências inesquecíveis no Misano World Circuit “Marco Simoncelli”, chegou oficialmente ao fim.

A paixão pela marca e o desejo de estar presente no grande encontro Ducati atraiu muitos fãs a Misano que, apesar das dificuldades de circulação e de viajar que ainda caracterizam o panorama de hoje em dia, bem como a pandemia e as temperaturas extraordinariamente quentes deste período, encheram o paddock, alcançando-se os 80.000 visitantes ao longo dos três dias. Os participantes vieram de 84 países, demonstrando a dimensão global da Ducati e o apelo que a marca tem sobre motociclistas de todo o mundo.

Os principais protagonistas dos três dias foram os 235 Clubes Oficiais Ducati presentes no evento, que animaram a área da ‘International Village’ a eles dedicada, em conjunto com todas as subsidiárias da Ducati.

Fonte:https://media.ducati.com

O sucesso da World Ducati Week foi também digital: nos três dias do evento, mais de 6 milhões de impressões foram geradas nos canais de redes sociais da Ducati.

O momento mais aguardado era certamente a ‘Lenovo Race of Champions’, a corrida dos Campeões onde foram protagonistas 21 pilotos Ducati que competem nos campeonatos de MotoGP, Superbike e Supersport, que lutaram aos comandos de motos de série Panigale V4 S e Panigale V2, equipadas apenas com pneus slick e escape racing. Um espetáculo único, que apenas a Ducati pode oferecer aos seus fãs, e que viu Pecco Bagnaia triunfar após ter também registado a volta mais rápida com 1m35,886s, apenas 2 segundos e meio mais que o tempo da pole position de Superbike este ano em Misano. Federico Caricasulo, por seu lado, assegurou a vitória na categoria das Panigale V2. 

Fonte:https://media.ducati.com

Muitos fãs seguiram a corrida nas bancadas de Misano, dando origem a um grande apoio. A eles juntaram-se dezenas de milhar de espectadores que estiveram ligados desde casa à transmissão ao vivo no website da Ducati. Mas não só: nada mais do que 9 televisões internacionais e serviços online de streaming transmitiram a corrida ao vivo nas suas programações, tornando a ‘Lenovo Race of Champions’ num evento verdadeiramente internacional. Em Itália, a corrida foi transmitida pelo canal Sky Sport MotoGP, com comentários de Guido Meda e Mauro Sanchini, e a contribuição de Sandro Donato Grosso a partir da grelha de partida.

As motos autografadas da ‘Lenovo Race of Champions’, peças únicas em configuração de corrida, caracterizadas pelos esquemas gráficos dos pilotos e com as mesas de direção com o nome do piloto gravado a laser, irão estar à venda online para uma seleção dos melhores e mais entusiásticos clientes Ducati a nível global, que poderão aceder a uma venda online durante um período de tempo, antes da possibilidade de compra ficar aberta a todos. O site de e-commerce dedicado a este projeto especial foi criado em colaboração com a Drop E-business & love, um dos operadores líderes no fornecimento de serviços de e-business.

Enorme sucesso também para a FantaWDW, que permitiu aos fãs divertirem-se a criar as suas próprias equipas de pilotos, com as quais faziam uma previsão de vitória para a ‘Lenovo Race of Champions’. No total, houve mais de 18.000 acessos à aplicação web nos três dias.

Fonte:https://media.ducati.com

A parada dos Ducatisti na sexta-feira à noite permanecerá como um dos momentos mais memoráveis desta décima primeira edição da WDW. A maior parada de sempre viu um número massivo de motos que começaram por encher o circuito e depois desfilaram ao longo da costa antes de chegar a Riccione, onde teve lugar a Scrambler Beach Party com a música de Benny Benassi. À cabeça da ‘Grande Serpente Vermelha’ estava Claudio Domenicali com os pilotos de MotoGP e Superbike, as autoridades e a direção da Ducati.

No sábado à noite, por seu lado, a reta das boxes do circuito de Misano foi transformada para acolher o típico churrasco, a Rustida, este ano enriquecida por uma receita especial criada pelo Chef Riccardo Monco dos restaurante de três estrelas Michelin, Enoteca Pinchiorri. Imediatamente depois, no grande palco montado para a ocasião no Estádio Municipal Santamonica em Misano, todos os pilotos que tomaram parte na WDW saudaram os fãs, contando-lhe com entusiasmo como viveram a ‘Lenovo Race of Champions’ e o que significa para eles serem verdadeiros Ducatisti. A noite terminou com um set de DJ dos Meduza e uma incrível exibição de fogos de artifício ao som da música, que a todos deixou maravilhados.

Fonte:https://media.ducati.com

A Ducati confirmou que parte da contribuição pedida aos participantes para a utilização do depósito de capacetes e equipamento no paddock será doada à ‘Casa delle Donne’ de Bolonha, uma associação de mulheres e um centro de anti violência, empenhado em combater todas as formas de violência baseada no género, promovendo atividades relacionadas com mudança cultural, e tomada de consciência e prevenção do fenómeno da violência contra mulheres e crianças

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You May Also Like