Suzuki GSX-R 1000 chega ao fim

Fonte:https://i.pinimg.com

A Suzuki não fez as modificações necessárias ao seu modelo GSX-R 1000 para cumprir com os rigorosos regulamentos do Euro5. Como resultado, deixará de ser vendido na Europa e no Reino Unido a partir de 2023.

Advertisements

De facto, já não está listada no website da marca. As únicas motos desportivas actualmente no seu catálogo para o nosso mercado são a GSX-R125 e a Hayabusa. Não é a primeira vez que vemos desaparecer estes modelos míticos: a marca já tinha retirado a GSX-R 600 e a GSX-R 750 de produção na Europa, devido ao Euro5.

Para os modelos já no mercado, o Euro 5 entrou em vigor em Janeiro de 2021. No entanto, o regulamento permitiu uma moratória para que os modelos que já estavam no mercado pudessem continuar a ser vendidos durante dois anos, eliminando assim as acções detidas por cada marca. Por consequência, a GSX-R 1000R foi isenta da conformidade Euro 5 até ao final de 2022.

Como referimos anteriormente na nossa notícia sobre a GSX-R 1000 as hipóteses desta se manter no mercado europeu eram muito difíceis, chegando agora a confirmação por parte da marca japonesa.

Fonte: https://motonewsbrasil.com

Nos Estados Unidos, toda a gama GSX-R ainda está à venda, pelo que a Suzuki oferece as 600, 750 e 1000. Contudo, a pressão para reduzir as emissões poluentes é enorme em todo o mundo, não só na Europa, mas também noutros mercados como a Índia e a China. Em breve a Califórnia (o estado mais rigoroso em matéria de emissões) promulgará um regulamento semelhante ao Euro 5, que poderá então ser implementado por outros estados.

Teremos de esperar e ver o que move o fabricante. As patentes que a Suzuki depositou em 2019, com um sistema de temporização variável de válvulas VVT mais sofisticado do que o actual, poderiam ser a resposta ao problema da sua adaptação ao Euro5. É actualmente a única Superbike japonesa a utilizar um sistema mecânico variável de regulação de válvulas, em vez de um sistema electrónico ou hidráulico. Por outro lado, o Euro 5+, uma revisão da actual lei de emissões, deverá chegar a partir de 2024. A Suzuki pode ter decidido não incorporar as modificações necessárias para cumprir os rigorosos regulamentos Euro 5 na GSX-R 1000R, a fim de trabalhar num modelo que passará no Euro 5+, resgatando o modelo lendário no futuro. Uma estratégia semelhante foi utilizada com a Hayabusa, que desapareceu apenas para regressar com a tecnologia mais recente.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You May Also Like