Honda estabelece meta para 15% de vendas de motos elétricas até 2030

Fonte:www.visordown.com

A Honda estabelece a meta de garantir que pelo menos 15% de todos os novos modelos – cerca de 2,5 milhões no total – vendidos até 2030, sejam movidos a eletricidade.

Advertisements

Se é um entusiasta de carros e com os olhos postos no que está acontecer no mundo das quatro rodas, não lhe terá escapado a informação de que a Honda acaba de lançar o novo Civic da décima geração.

É sem dúvida um modelo histórico com uma longa linhagem, no entanto, o seu lançamento anuncia um momento significativo para a célebre marca japonesa por outros motivos, pois torna-se o último modelo da linha europeia a obter uma opção híbrida eletrificada, juntando-se ao Jazz, HR-V, CR- V.

Fonte:/www.honda.pt

Isto significa que a Honda está a caminho de seu objetivo em eletrificar completamente a sua linha, antes de investir os gigantescos 40 biliões US$ no lançamento dos seus 30 modelos elétricos até 2030.

É um investimento significativo, mas que ainda não chegou à sua vertente do motociclismo, que, embora não seja tão volumoso quanto os de quatro rodas, tem um significado maior, já que a Honda detém uma participação de mercado nas duas rodas maior do que nas de quatro rodas.

Curiosamente, dado o seu compromisso da energia elétrica nos carros, a Honda tem sido relativamente lenta na aplicação da mesma metodologia às suas motos, sem modelos elétricos significativos a aparecer no horizonte imediato.

Isto não significa que eles não estejam a caminho, com a Honda a se concentrar principalmente em testar o mercado elétrico através dos riquixás elétricos para a Índia, bem como, os modelos Benly-e, Canopy-e e Gyro-e focados para o mercado japonês.

Fonte:/www.honda.pt

No entanto, as coisas vão acelerar em breve, quando a Honda divulgar o seu relatório de sustentabilidade e declarar a meta dos 15% de vendas de motos eléctricas até 2030.

Embora não pareça muito, analisando os números, é significativo. A Honda vendeu 16,8 milhões de scooters, motos e modelos de desporto motorizado em 2021, mas apenas 0,01% deles eram elétricos. Portanto, menos de 2.000 modelos.

Considerando esse valor total e adicionando 15%, significa que a Honda quer aumentar as suas vendas elétricas para mais de dois milhões em apenas sete anos. Se levarmos em conta o recorde de vendas pré-COVID de 20 milhões da Honda, esse número aumenta para mais de três milhões.

É uma meta elevada, mas está confiante que alcançará.

Também estão a trabalhar numa forma inteligente de conectividade de dados, a ‘Sensing 360’, entre os seus modelos e os de outros fabricantes – como a BMW, KTM e Yamaha – que permitirá que os seus veículos de duas rodas se comuniquem entre si para determinar onde estão, por razões de segurança e para saber mais sobre incidentes de trânsito.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You May Also Like