Honda e Sony confirmam “Joint Mobility Venture” para fazer veículos elétricos

Fonte:cdn.visordown.com

A Honda assinou um acordo com a Sony para a criação de veículos elétricos, depois de a intenção partilhada entre os dois ter sido confirmada em março. 

Advertisements

A aliança entre os dois é formalizada como Sony Honda Mobility Inc., e já está em obras há algum tempo. Já em março, escrevemos que o acordo entre os dois se destinava a ser finalizado este ano e que veria os veículos produzidos pela Honda em fábricas que já possuem e operam. Além disso, o papel da Honda seria na engenharia dos mecânicos do próprio veículo, enquanto a Sony se concentraria no envolvimento do consumidor com o veículo. 

Fonte:www.visordown.com

O comunicado de imprensa que a Sony publicou confirmando a parceria diz que a Sony Honda Mobility “terá como objetivo reunir as tecnologias ambientais e de segurança de ponta da Honda, capacidades de desenvolvimento de mobilidade, tecnologia de fabrico de carroçaria e experiência de gestão de serviços pós-venda, com a experiência da Sony no desenvolvimento e aplicação de tecnologias de imagem, detecção, telecomunicações, rede e entretenimento, para concretizar uma nova geração de mobilidade e serviços de mobilidade que estão intimamente alinhados com os utilizadores e o ambiente, e continuam a evoluir para a frente.”

A Sony e a Honda pretendem ter a nova empresa criada “dentro de 2022 e iniciar a venda de EVs e a prestação de serviços de mobilidade em 2025”.

Assim, 2025 é quando podemos esperar ver os primeiros produtos desta joint venture. E há margem para produzir motocicletas. Claro que a experiência da Sony provém de televisores, telefones e videojogos, que geralmente falam mais a carros do que as motos, mas ao mesmo tempo esses conhecimentos podem tornar-se úteis em duas rodas, também. Isso não significa que uma superbike Sony Honda de 150kW terá uma TV no painel, mas esse traço pode ter uma funcionalidade mais limpa, e pode ter um reconhecimento de voz eficiente e claro. Isso não quer dizer que a Sony Honda esteja prestes a construir uma moto de corrida de 200 cavalos, mas esse ponto – assim como outros a ver com a detecção de proximidade do veículo ou comunicações de moto-a-moto – é aplicável a praticamente qualquer tipo de moto. 

Fonte:Sony

Com esta joint venture, é importante lembrar que a Sony é uma marca de consumo. Faz coisas que as pessoas querem comprar, em vez de coisas que têm o único propósito de ser tecnologicamente evolutivos. A Honda, por outro lado, faz Fireblades e CRF450Rs e motores de Fórmula 1 (ainda que agora renomeados). Não se trata de produtos de consumo. Se a Honda fosse uma marca de consumo, teria feito o Cub e parado lá. Não que as CRF450Rs sejam impopulares, mas não vendem tão bem como televisores.

Com isso em mente, seria razoável sugerir que a função primária – se não a única – da Sony Honda Mobility será fabricar veículos elétricos que sejam práticos, e que as pessoas queiram comprar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You May Also Like