Honda Vision 110: Mobilidade para todos PDF Imprimir e-mail
Texto: Luís Carlos Sousa   
12 Julho 2011

 

Image 

Actual líder do mercado nacional com a PCX 125, a Honda dá agora mais um passo para reforçar a sua gama e atrair ainda mais os beneficiários da “Lei das 125”. E fá-lo, não como uma oitavo-delitro, mas sim com uma 110 cc, a NSC 110 Vision, que retoma assim um nome tornado famoso em Portugal pela “cinquentinha” da Honda, há cerca de 20 anos atrás.

No papel, os argumentos eram de força, para abranger o maior número possível de utilizadores: 1.799,00 € de P.V.P., um consumo anunciado de 1,92 litros aos 100 km, injecção electrónica, baixa altura do assento ao solo, um peso em ordem de marcha de apenas 102 kg e sistema de travagem combinado (a manete esquerda, que habitualmente só comanda o travão traseiro, acciona simultaneamente o disco dianteiro.

Na prática, conforme tivemos oportunidade de experimentar durante um curto percurso citadino de cerca de 25 km em Lisboa, delineado pela Honda, as qualidades anunciadas confirmam-se, adicionando-se mais algumas. Num primeiro contacto, percebe-se que o conjunto, apesar de espartano, tem um ar sólido e bem acabado, mantendo-se fiel aos pergaminhos da marca.

Image 

As jantes são de 14 polegadas, que se revelam um dos melhores compromissos para o tipo de utilização a que a Vision 110 se destina: um bom balanço entre agilidade e estabilidade, e suficientes para encarar com à-vontade as irregularidades do piso nas nossas cidades. O espaço por baixo do assento, que a marca anuncia poder albergar um capacete integral, só é parcialmente correcto face ao esperado, pois verificámos nem todos os modelos de capacetes integrais cabem dentro do espaço, ainda assim generoso para o seu segmento. A reduzida altura do assento ao solo é um atractivo suplementar para condutores de todas estaturas que, complementada com o baixo peso e equilíbrio do conjunto, torna a Vision numa scooter facílima de conduzir.

Image 

Em andamento, comprovámos ainda o simpático desempenho do motor de 8,3 cavalos, puxando bem a subir e rondando os pouco mais de 100 km/h em recta. A agilidade é, de facto, um ponto forte desta pequena-grande scooter, rasgando por entre o trânsito citadino com desenvoltura, coadjuvada por um sistema de travagem bem eficaz.

Quanto a consumos, só conseguiremos comprovar os 1,92 lt/100 km anunciados quando dispusermos de uma unidade para teste cá na redacção, mas os números não fugirão certamente à realidade, uma vez que, com a mais pesada PCX 125, conseguimos no nosso percurso de consumos esse mesmo valor de 1,9 lt/100 km, sendo de esperar que a Vision baixe mesmo desta fasquia.

A Honda Vision 110 estará disponível nos concessionários Honda na última semana de Julho, por 1.799 € e em cinco cores diferentes: azul, vermelho, branco, cinza e preto. Numa próxima edição da MOTOCICLISMO, aprofundaremos o teste a esta scooter que promete ser uma futura “best seller” no nosso País.








Adicionar aos favoritos (0) | Visto: 8961

Comentários (7)
1. 13-07-2011 09:25
 
É isso que nós precisamos. 
Uma scooter destas para o bom tempo e 
um carrito para quando chove a cântaros. 
Temos de saber viver a vida, liberdade, divertimento e essencialmente poupar tempo nas deslocações e estacionamento em cidade. 
Quem disse que não podemos ser um bocadinho mais felizes mesmo que com menos dinheiro para gastar?
Visitante
 
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de email
2. 31-07-2011 02:54
 
Já comprei a minha eheh
Visitante
 
Visitante
3. 12-09-2011 23:58
 
Alguém me sabe dizer se esta mota pode circular em auto estradas?
Visitante
 
Visi
4. 01-08-2012 21:54
 
Eu comprei uma Honda Vision Nsc 50 i 4 T 2012 versão 16 e muito economica e confortavel,mas quando apanho subidas é para esquecer um verdadeiro caracol,já não sei o que fazer para ela andar mais... 
912690535
Visitante
 
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de email
5. 13-08-2012 00:18
 
pois se nao consegue fazer subidas vou desistir da compra ... a mim so me interessa uma por causa das subidas ... que pena e tava tao entusiasmado mas enfim
Visitante
 
antonio
6. 12-09-2012 12:29
 
Só vale mesmo por ser 110cc!comprar uma mota com 50cc é uma asneirada e um despredicio de dinheiro.
Visitante
 
Domingos
7. 03-01-2013 21:54
 
mas a quanto é que anda nas subidas?
Visitante
 
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de email

Escrever comentário
  • O assunto do seu comentário deverá ser relevante para o artigo.
  • Ataques pessoais serão eliminados.
  • Por favor, não use os comentário para publicitar o seu site / negócio ou será eliminado.
Nome:
E-mail
Comentário:

Código:* Code
Quero ser avisado por e-mail sobre comentários

 
 
© Motorpress Lisboa
A MPL não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links e/ou outros conteúdos
submetidos pelos utilizadores.