MotoGP

MotoGP Malásia: Título até à última!

newsletter

pub

29 / outubro, 2017

Andrea Dovizioso vence e leva discussão do título para a última corrida do ano em Valência.

A tarefa não era à partida impossível, mas era bastante complicada, mesmo tendo em conta que Sepang é um circuito "amigo" das Ducati. Andrea Dovizioso (Ducati Factory) sabia que após o péssimo resultado em Phillip Island tinha de atacar neste Grande Prémio da Malásia para impedir que Marc Marquez (Repsol Honda) conseguisse festejar já hoje o título de MotoGP, e foi isso mesmo que o italiano fez ao longo de todo o fim de semana.

As condições do circuito malaio na corrida não eram de todo propícias a que os pilotos andassem nos limites, pois a chuva que começou a fazer-se sentir no final da corrida das Moto2, intensificou, e com isso o asfalto do circuito tornou-se numa verdadeira armadilha para os pilotos que tentassem rodar perto do limite.

Após a confusão habitual nos momentos iniciais em que Dani Pedrosa (Repsol Honda) arrancou da "pole position", foi o francês Johann Zarco (Monster Tech3 Yamaha) a mostrar que o título de melhor rookie do ano em MotoGP lhe assenta na perfeição, e acabou por ser o francês a ditar a lei até à entrada das últimas 14 voltas.

Mais atrás, mas não muito, Jorge Lorenzo (Ducati Factory) ia mostrando que em Sepang poderia mesmo conseguir a sua primeira vitória com a marca italiana, mesmo à chuva, com a moto nº99 a rodar sem grandes problemas no segundo lugar, tendo atrás de si o companheiro de equipa Andrea Dovizioso que conseguiu em luta direta passar por Marc Marquez, que sabia que nesse momento não precisava de arriscar tudo pois seria campeão com essa conjugação de resultados.

A 12 voltas do fim Lorenzo ataca a liderança e passa mesmo por Zarco, numa altura em que o asfalto estava já a apresentar alguns pontos em que estava seco e outros ainda bastante molhados, exigindo máxima concentração. Dovizioso não queria perder tempo atrás de Zarco e também acabou por ultrapassar o francês nessa luta pela segunda posição, com Marquez incapaz de fazer o mesmo e por isso a ter de se contentar com o quarto lugar. O campeão de MotoGP não se mostrava confiante, mas sabia que com Dovizioso em segundo ainda iria festejar o título já hoje.

Marquez pressionou Zarco durante algumas voltas, mas este não era dia para arriscar em demasia, e os pontos de quarto são bastante preciosos, pelo que Marquez acabou por deixar Zarco fugir com o lugar mais baixo do pódio numa altura em que mais à frente na pista as duas Ducati iam dominando as operações. Pela primeira vez nos últimos cinco Grandes Prémios Marquez não termina no pódio, mas ainda assim mantém a liderança do campeonato.

De facto à entrada das últimas seis voltas, e quando Dovizioso se mostrava mais rápido que Lorenzo, a dúvida estava se a Ducati daria alguma ordem a Lorenzo para deixar passar o companheiro de equipa que precisava de vencer para manter a chama do título acesa. No painel de instrumentos da Desmosedici GP17 de Lorenzo apareceu uma mensagem para usar o mapa 8, Dovizioso aproximou-se cada vez mais do espanhol, até que na curva 15, que dá entrada na reta da meta, e quando ia a caminho das últimas quatro voltas, Lorenzo abusou da aderência dos pneus Michelin e quase perdeu a frente da sua Ducati.

Esse momento de desconcentração valeu a Dovizioso um momento de ataque à liderança, momento esse que não foi desperdiçado pelo italiano, com as duas Ducati a percorrerem a reta da meta praticamente lado a lado, mas com Dovizioso a conseguir chegar à primeira curva em primeiro, posição que a partir daí foi sempre sua pois Lorenzo, ao ver que era o seu companheiro de equipa, decidiu não puxar em demasia, conforme o próprio admitiu no final, para não arriscar estragar o resultado da equipa que assim conseguiu uma excelente dobradinha em Sepang.

Nas contas do título Marc Marquez tem agora 21 pontos de vantagem sobre Andrea Dovizioso. O Grande Prémio da Comunidade Valenciana no circuito Ricardo Tormo promete por isso ser de emoções bastante fortes, pois pese embora Marquez se sinta muito à vontade naquele circuito, e conte com bancadas esgotadas para o apoiar, Dovizioso e a Ducati não deitaram ainda a toalha ao chão e chegam a Valência com a moral em alta e o título ainda ao alcance!

 

Classificação MotoGP do Grande Prémio da Malásia

1- Andrea Dovizioso - Ducati

2- Jorge Lorenzo - Ducati

3- Johann Zarco - Yamaha

4- Marc Marquez - Honda

5- Dani Pedrosa - Honda

 

Classificação de MotoGP

1 - Marc Marquez - 282 pontos

2 - Andrea Dovizioso - 261 pontos

3 - Maverick Viñales - 226 pontos

4 - Valentino Rossi - 197 pontos

5 - Dani Pedrosa - 185 pontos

pub

Destaques

MotoGP ver mais
MotoGP ver mais
MotoGP ver mais
MotoGP ver mais
MotoGP ver mais
MotoGP ver mais